junho 24, 2019

A importância do bom atendimento hospitalar

A qualidade do atendimento hospitalar é de extrema importância, e pode ser um imenso desafio. Muitas das vezes a procura pelo hospital é decorrente de situações em que o paciente se encontra em estado de vulnerabilidade, por isso o mesmo deve se sentir inteiramente acolhido, desde o primeiro contato com a instituição médica até o fim dele. É importante que a experiência não seja algo desagradável ou traumatizante.

É necessário transmitir confiança ao paciente, fazendo que este se sinta à vontade e, consequentemente, estabeleça uma relação de fidelidade. Para que isso aconteça, alguns pontos imprescindíveis devem ser adotados para obter êxito no atendimento.  

Atendimento humanizado

A junção do comportamento ético e técnico é de extrema importância nos hospitais para que o paciente se sinta acolhido nesse ambiente, e que seja mantido o bom relacionamento, tanto dos próprios, como entre equipe e familiares.

Segundo o Ministério da Saúde, são necessárias algumas características para seguir o protocolo de atendimento humanizado. São elas:

– um atendimento mais agradável, acolhedor e decisivo baseado em critérios de risco;

– cuidados físicos sustentados na ética moral;

– direitos do usuário garantidos;

– passar segurança e apoio ao paciente.

 

Adequação do ambiente

Um ambiente agradável gera experiências agradáveis. Falamos muito de acolhimento, e o local é o que causa a primeira impressão no paciente. Por isso, é importante manter a unidade hospitalar sempre limpa, confortável, e o principal: acessível.

É importante frisar, mais uma vez, que o paciente procura um hospital, na maioria das vezes, em casos de vulnerabilidade sendo assim, o que o local puder oferecer para tornar um pouco melhor essa experiência, já é válido.

 

Investimento em equipe e tecnologia

Para a manutenção da qualidade no atendimento, o hospital precisa sempre estar disposto a investir em seus profissionais, e juntamente, em tecnologia. Isso resguarda a unidade hospitalar até mesmo para futuros contratempos.  

A tecnologia se faz cada vez mais presente, e no ambiente hospitalar não é diferente, alguns recursos facilitam a vida dos profissionais, otimizando o trabalho. Como é o caso do prontuário eletrônico, uma ferramenta utilizada para registrar, guardar e oferecer os principais dados de um paciente. Dessa forma, é possível ter o histórico completo em um único espaço, minimizando o tempo de procura de informações, que tradicionalmente ficam em fichas.

Outro recurso é a introdução do agendamento online, que diminui o uso de ligações, e consequentemente, custos com contratação de funcionários. Sendo que também é possível alinhar com o sistema uma opção de envio de SMS ou e-mail para lembrar o usuário de um procedimento já agendado.

Mas o uso da tecnologia não se restringe apenas a ferramentas de gestão, as unidades hospitalares, hoje, contam com uma gama de produtos de alta tecnologia que melhoram e muito a experiência do paciente.

 

Utilização de índices de desempenho

Também conhecido como Key Performance Indicator – KPIs, os indicadores de desempenho são importantes para a visualização do rendimento das atividades implantadas. Pois de nada adianta o uso de ferramentas se os seus resultados não puderem ser medidos. O KPIs pode ser aplicado em qualquer área, pois a partir dele é possível enxergar:

  • metas que foram atingidas.
  • recursos de gestão que funcionaram
  • apontar falhas em etapas do projeto.

 

Dessa forma, o gestor consegue visualizar a rotina de todos os setores e assim avaliar as práticas mais assertivas.

 

Busca de referências na área

Uma das formas de aprimorar o atendimento e as práticas em qualquer setor, é buscar apoio em literatura especializada, estar sempre acompanhando as tendências do mercado e trabalhando com o benchmarking em instituições que se destacam no mundo, buscando inspiração em bons exemplos. Dessa forma, é possível enxergar a distância de onde está, até onde a unidade hospitalar pretende chegar.

facebook linkedin