setembro 23, 2019

Higienização: a chave para evitar infecção hospitalar

O ambiente de clínicas e hospitais está sujeito a diversas situações, uma delas é a infecção hospitalar. Esta é a segunda maior causa de contágio associada aos cuidados de saúde. Esse risco se dá pela contaminação de acessórios como uniformes, jalecos, equipamentos de proteção individual (EPIs), falta de higienização das mãos e também, muitas vezes, pela falta de uma prática que proporcione a proteção da saúde do trabalhador e do paciente.

Como forma de evitar isso, deve-se adotar técnicas de biossegurança que exigem a necessidade do uso de equipamentos de proteção individual para médicos, enfermeiros e demais profissionais da área. Estes equipamentos devendo ser utilizados no local de trabalho e nunca em refeitórios, copas ou em outros locais da instituição, para diminuir o risco de infecção.

A maioria destes casos poderiam ser evitados com medidas simples como: lavar jalecos e uniformes diariamente, facilitar o acesso ao álcool em gel para desinfetar as mãos antes de atender o paciente, seguir protocolos de limpeza, esterilizar os nebulizadores antes de cada uso, limpar os instrumentos antes da esterilização ou desinfecção. Portanto, a higienização é a chave para evitar infecção hospitalar.

A Medi Saúde oferece mobiliários de fácil limpeza para facilitar a não propagação da infecção hospitalar, o objetivo é sempre zelar pela saúde do profissional e do paciente para um tratamento de excelência.

facebook linkedin