Como realizar a prevenção de acidentes no trabalho?

De acordo com os dados apurados pelo Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho (SmartLab), em 2020, houveram aproximadamente 446.881 acidentes de trabalho no Brasil. Deste número expressivo, foram registradas 1.866 mortes de trabalhadores quando exerciam suas funções em diferentes ambientes industriais do país. Isto é, o número pode ser ainda maior e são estatísticas nacionais e globais que indicam a urgência de maiores cuidados com o assunto.

Para isso, vale se atentar às dicas:

1) Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional: os principais benefícios alcançados com a implantação do programa é a prevenção da saúde do colaborador, antecipando possíveis problemas que possam ser acarretados por conta do trabalho. É um programa que monitora a saúde a partir de exames ocupacionais, como, por exemplo, o admissional, mudança de função, exame demissional e exames periódicos.

2) Análise de Riscos de Agentes Causadores de Acidentes de Trabalho: é fundamental que a área identifique e avalie a presença dos grupos de agentes causadores mais frequentemente citados em notificações de acidentes de trabalho no Brasil, como – máquinas e equipamentos, queda do nível, veículos de transporte, agende químico, etc para se antecipar aos problemas.

3) Avaliação de Riscos Ocupacionais: o objetivo é preservar a saúde dos trabalhadores, reconhecendo, avaliando e consequentemente controlando os riscos ambientais que possam existir no ambiente de trabalho. Acidentes de trabalho são resolvidos com antecipação de riscos, monitoramento de risco e estabelecimento de prioridades, por exemplo.

4) Proteção do Corpo do Trabalhador:  é necessário desenvolver um programa de treinamento efetivo do trabalhador que garanta o aprendizado e a conscientização de eliminar atos ou situações inseguras, o uso adequado de EPI’s e o processo de entrega e controle de EPI’s usados.

5) Uso de Tecnologias na Segurança e Saúde do Trabalho: a tecnologia é sempre um elemento que pode melhorar as condições de trabalho como, por exemplo, processos automatizados para realizar auditorias de Segurança e Saúde, controle de treinamentos, avaliação de riscos ocupacionais, controle e entrega de EPI’s usando biometria, entre outros.

Fique atento ao ambiente de trabalho da sua organização. Existe um efeito transformador das novas tecnologias de informação e comunicação para a área de SST. Portanto, essas mudanças trarão novos desafios e oportunidades, onde o objetivo será sempre contribuir com práticas para reduzir os acidentes.

(Visited 24 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.